2050 AO NASCER DO SOL EM CASA

Gatilho:

Vi o documentário “What the Health” antes de me deitar – que visão distópica do sistema em que existimos! Um círculo vicioso assente em intenções a curto prazo e uma limitadíssima visão dominada pelo ego: comemos mal ficamos doentes e dependentes de farmacêuticos que nos permitem continuar a comer mal! Como é possível que, em consciência, tenhamos desenhado um sistema assim?

O documentário acionou a minha raiva! Precisamos de ultrapassar esta prisão para um futuro positivo se tornar possível!!

Senti vontade de comer, mas o nojo que se juntou à raiva não me deixou tomar a ceia. Fui me deitar com fome...

Acordo em 2050:

Acordo e, ainda antes de abrir os olhos, sinto-me surpreendida porque sei precisamente como atuar na minha casa senciente de 2050: Abro os olhos e vejo que a luz já atravessa as janelas as quais, com a conclusão da fase se sono REM, fim do meu quinto ciclo, se tornam transparentes à luz do sol e ao som da cidade. Amanhã é Sábado, vou colocar o alarme para seis ciclos de sono.

Sento-me na borda da cama e os meus pés tocam o pavimento de madeira. Faço o “check-in” com o meu corpo - os meus nono-bots internos dão-me sinal que ainda estão em curso micro-reparações no meu intestino, pelo que é preferível que eu não ingira alimentos durante a próxima hora para o processo de cura ficar completo. E estou com tanta fome! Mas OK, começo pelos meus rituais de higiene matinal!

Visita rápida ao compostor microbiológico primário - que alívio! Liberto-me das toxinas que durante o sono foram varridas para o sistema digestivo, e alimento as bactérias que produzem energia para aquecer e iluminar a casa e alimentam as hortas verticais na fachada. A propósito - depois dos rios na Índia e na Nova Zelândia, também as bactérias têm os mesmos direitos de vida de pessoas desde 2030, porque apoiam e transportam vida, tendo inclusive passado a integrar moedas locais.

Como tenho tempo, faço o meu segundo “check-in” para identificar quais nutrientes preciso, tendo em consideração as minhas atividades. Hoje vou passar o dia em atividades de design, começo no écran de passadeira, depois deito-me na rede na varanda e de seguida sento-me à mesa. Só ao fim da tarde saio para uma reunião musical de bairro. Sem dúvida que preciso de ingerir clorofila e Omega-3.

Abro a janela da varanda para colher o meu pequeno almoço: 7 folhas de Moringa do arbusto no vaso, duas maçãs do pomar nos vasos maiores, uma pastinaca e uma cenoura da horta vertical de fachada, tudo para o meu sumo matinal. Debruço-me sobre o corrimão da varanda para verificar onde se encontram as cabras de fachada, umas gotinhas de leite fresco para o meu café matinal seria ouro sobre azul… mas estão entretidas uns 5 pisos a baixo do meu - venho ver daqui a pouco. Pena!

Já que estou na varanda, aproveito para dar duas vezes à manivela do meu compostor de verdes e verifico a temperatura e humidade - tudo está dentro dos parâmetros ideais!

De volta na cozinha, abro a porta de vidro do brotador de sementes hidropónico para colher uma couve toscana para adicionar uma camada no vaso probióticoe uma alface para o almoço. Faço também colheita de umas deliciosas gotas de mel, da gaveta interior da minha colmeia de fachada. Fico feliz que esta colónia de abelhas que se instalou no ano passado é tão produtiva! Tenho até conseguido trocar mel por ovos e leite de cabra com aquele vizinho que capta mais atenção das cabras.

Lavo cuidadosamente todos os deliciosos ingredientes do smoothie matinal coloco no triturador, encaixo-o na bicicleta, coloco a bicicleta na posição roda livre e toca a pedalar para a bebida ficar bem suave. Antes de o beber verifico novamente se os meus nono-bots internos ne dão luz verde para ingerir alimentos - mas ainda não! Coloco o smoothie na dispensa Norte do apartamento, para que fique fresca e sem exposição a radiação solar.

Já que tenho mais uns minutos, vou ver as datas de colheita dos vasos probióticos (fermentação com ácidos láticos - cheios de vitaminas e enzimas naturais) - o Sauerkraut fica pronto para a semana - nenhum pronto para hoje! Mas posso encetar um novo vaso com a couve toscana que colhi há pouco! Um dos jarros de Kombucha está pronto para ser engarrafado hoje!

Um alarme acorda-me do sono onde sonhei esta realidade de 2050! Que sonho maravilhoso - foi de ter ido para a cama sem ceia? Só tinha noção de que não se deve ir às compras com fome… Sento-me na cama, pego o meu caderno de sonhos e registo tudo que me lembro.

pt_PT
en_US pt_PT